! O Corneta | A dor das mães da classe operária

A dor das mães da classe operária

Na edição 99 do jornal e no episódio 4 da Rádio Corneta, publicamos a notícia de que um jovem operário de 21 anos sobreviveu a uma tentativa de suicídio. Era trabalhador da Cinpal! Infelizmente, o caso não é isolado. No início de 2019, um trabalhador morreu enforcado dentro da planta principal da empresa. As denúncias de lá sempre ressaltam o cotidiano de assédio e pressão sobre o chão de fábrica.

Abaixo, a voz feminina das mães dos jovens operários diante do caso.

A dona do mundo

É uma pena que a Cinpal só pensa em crescer e enriquecer em cima dos pobres operários. Não mede consequências a quem quer que seja. Sai atropelando família, filho, todo mundo que se encontra pela frente. Não tem menor pena de pai da família, de mãe, familiares, tudo por causa do dinheiro! Se sente a dona do mundo, acima de Deus. Não se importa com a dor dos familiares, com a dor que nós carregamos, humilhando e levando os funcionários ao fundo do poço!

Na Cinpal, não!

Que muitas mães pensem antes. Na Cinpal, não! Por favor, mães! Acordem, busquem por seus filhos. É melhor catar latinha na rua do que manter os filhos empregados, porque isso não é uma empresa, isso é uma destruição do ser humano. Que não pensa nenhum minuto no amor, e sim em querer destruir tudo.

Jovem aprendiz

Levei meu filho aí pro jovem aprendiz e a Cinpal ofereceu ao meu filho apenas 5 horas pra dormir, o resto era só trabalhar! Quem empresa é essa? Será que não tem lei que possa punir uma maldição dessas? Só porque a Cinpal tem dinheiro pode atropelar nossos filhos? Maltratar, passar por cima, humilhar da maneira que ela acha que deve? Não sou só eu a mãe que chora, são muitas as mães que sofrem no sentimento e que não sabem procurar apenas os seus direitos.

Essa empresa se aproveita a cada dia, a cada momento, a cada segundo de pessoas inocentes, sem experiência; porque ela contrata tanto jovem aprendiz? Porque ela sabe que o jovem não sabe se defender! De maneira alguma! O jovem tem que sofrer na mão dela, da maneira que ela quer. O deus dela é o dinheiro, acima de tudo e de todos. Sem pena, sem misericórdia, sem piedade. E até quando as mães e familiares vão sofrer por causa disso?

Cinpal, maldita!

Desgraçados, por que não fariam isso com um pobre jovem aprendiz, com crianças que não sabem nada da vida e lutam por um emprego pra ser honesto? Nesse momento vocês se aproveitam pra tirar o sangue dessas criaturas. Essa não é apenas a minha dor, é a dor de muitas mães que perderam seus filhos por causa de vocês! Quantas vidas vão desabar por causa dessa empresa? Quantas vidas vão ter que ser levadas ao inferno por causa dessa empresa, meu Deus? Que um dia a justiça acorde e puna esses culpados, miseráveis, desgraçados da Cinpal!

Ouça na Rádio Corneta