! O Corneta | BOLSONARO E SEUS LARANJAS: “É horrível ser patrão no Brasil”

BOLSONARO E SEUS LARANJAS: “É horrível ser patrão no Brasil”

“É horrível ser patrão no Brasil”, diz Bolsonaro. Bom mesmo é ser peão, né?

Em reunião com a bancada do MDB (a turma corrupta do Temer), no dia 06/12, Bolsonaro disse que “é horrível ser empresário no Brasil”. E complementou: “Quero cumprimentar quem votou na reforma trabalhista. Devemos aprofundar isso daí. Ninguém mais quer ser patrão no Brasil.”

E falou que “com a própria reforma trabalhista última, em que votei favorável, já tivemos algum reflexo positivo. O número de ações trabalhista praticamente diminuiu pela metade”.

A verdade é que essa reforma piorou as coisas para o peão e favoreceu os empresários. Agora você, peão, corre o risco de arcar com o custo do processo na justiça do trabalho, caso perca. A reforma foi pensada meticulosamente para o trabalhador não ter coragem de processar a empresa.

Apesar disso, segundo Bolsonaro, ainda “é horrível ser patrão no Brasil”. Para ele, a situação do peão ainda tem que piorar para “ser bom” ser patrão. Será que Bolsonaro aguentaria um mês com um salário como o nosso? Seja como for, é melhor já ir se preparando pra lutar contra mais esse picareta!

O laranja dos Bolsonaro

O filho mais velho de Jair Bolsonaro chama-se Flávio Bolsonaro. Flávio era deputado no RJ até este ano, quando foi eleito Senador. Agora descobriu-se que o motorista de Flávio realizou uma série de movimentações financeiras incompatíveis com sua renda de motorista.

Ao total, o motorista movimentou R$ 1,2 milhão em um ano, mas recebia um salário de cerca de R$ 10 mil reais. Para piorar, o dinheiro era depositado na conta do motorista pelos outros 7 assessores parlamentares de Flávio Bolsonaro!

Tudo em valores cortados, para tentar não chamar a atenção dos órgãos de controle de movimentação financeira. E mais: as duas filhas do motorista e sua própria mulher também eram assessoras de Flávio. Quando uma das filhas foi exonerada, logo em seguida foi contratada por Jair Bolsonaro, quando ainda não tinha sido eleito presidente. Para piorar, o motorista fazia depósitos na conta da mulher de Jair Bolsonaro!

De onde será que vem todo esse dinheiro? Ainda ninguém sabe, mas o que se sabe é que o patrimônio do filho de Bolsonaro quadruplicou durante seu mandato. Aí tem coisa!

*Na foto: Jair Bolsonaro, seu filho Eduardo, e Fabrício de Queiroz, o motorista de Flávio Bolsonaro