! O Corneta | Cornetadas - Bardella - Fevereiro

Cornetadas – Bardella – Fevereiro

Planta de Guarulhos

Usinagem cruzou os braços

Nós recusamos a proposta da Bardella por unanimidade e queríamos que fosse pra julgamento, acreditamos que seria a única forma de começar a receber alguma coisa. Porém, numa manobra da empresa adiaram a audiência, alegando que iriam, no dia 13, apresentar ao sindicato uma proposta nova. Estamos novamente com 45 dias sem pagamento, e à tarde a usinagem cruzou os braços. Mas no dia seguinte não teve assembleia, o sindicato até foi lá, mas a empresa de novo não apresentou proposta. Estamos trabalhando daquele jeito! Segundo o sindicato, a empresa tem até o dia 22 próximo pra se manifestar, depois disso só judicial. Como sempre, a empresa está enrolando, e ganhando tempo.

Segundo turno

O pessoal do segundo turno não está recebendo nem a ajuda de custo, não sei como estão indo ainda. Usam cartão de crédito para se bancarem. A falta de vergonha na cara da empresa não tem limite. Tivemos que forçar pra eles virem conversar conosco.

Enganação na audiência

Ainda não recebemos o pagamento de janeiro e disseram que não tem previsão. Tá saindo pessoal de férias sem dinheiro. Tá cada dia pior! Estava tudo certo para o juiz fazer o julgamento no dia 08/02, mas aí a Bardella pediu para adiar a audiência pra fazer uma proposta, mas até agora nada: só enganação! Usinagem, montagem, pintura e manutenção estão sem dinheiro! E o sindicato apareceu entregando jornalzinho e só com conversinha furada, não fez assembleia nenhuma.

Pavilhão 10 sem receber

Corneta, quem trabalha sem receber não é a laminação e sim o pavilhão 10-noite, pagando a ajuda de custo do próprio bolso! Sem transparência Sobre esse lance de a Bardella de Guarulhos poder ser fechada como aconteceu em Sorocaba, tudo é possível aqui! Não dá pra ter certeza de nada. Não tem transparência. É uma mentiraiada só!

Planta de Sorocaba

Promessas e promessas

Teve um longo período de atrasos de pagamentos, férias, 13o. Promessa vai, promessa vem e pagamento nunca acontecia. Foi então que teve um acordo judicial que a maioria aceitou, onde se somou toda a dívida com cada funcionário e dividiu em n vezes (42, se não me engano). Após esse acordo, os pagamentos deveriam ser regularizados. Isso aconteceu, porém não durante muito tempo. E no fim das contas fui dispensado!

Outra planta, mesma história

Tive mais de 10 anos de trabalho lá e saí sem nenhum tipo de pagamento, multas etc. Nem mesmo o salário do mês eu peguei, somente a liberação do FGTS e mais nada. Foi acordado que no futuro iriam me chamar para uma negociação desses valores, mas até agora nada. Tudo que tenho hoje eu consegui batalhando nessa empresa, porém fico muito triste com essa situação que ela acabou entrando, e espero que um dia essa maré acabe.

27.02.2019

Categorias: Chão de Fábrica, Cornetadas
Tags: , , ,

Compartilhe