! O Corneta | CORNETADAS DA MERITOR – AGOSTO 2018

CORNETADAS DA MERITOR – AGOSTO 2018

Ninguém aqui é máquina
por metalúrgico da Meritor

Aqui na LSP tem um controle que chama OEE. Você tem que marcar produção e tem aqueles que marcam 100% quando na verdade a meta a se alcançar é de 70%. O cara não sai da máquina, com certeza não faz housekeeping e nem trabalha com qualidade e segurança necessários. Aí o líder quer que todo mundo faça igual e ninguém aqui é máquina! Cada um trabalha com ritmo diferente. Aí querem que todos façam igual a ele até o dia que acontecer um acidente grave ou uma cagada, aí vão parar com essa pressão.

Foi assinado acordo de banco de horas que teríamos que pagar 14 horas por mês mas aqui tão fazendo do jeito que eles querem te obrigando a fazer horas extras mesmo sem querer. Tá cada dia mais difícil trabalhar aqui. Só cobrança e punição e nada de incentivo. Se pelo menos os chefes te tratassem com respeito e valorizassem o trabalho da gente… mas não estão nem aí, nem parecem que são companheiros de trabalho. Parecem donos da firma até tomarem um pé na bunda, aí fica todo mundo humilde como muitos que já saíram daqui.

Assembleia que não é pro peão

Em junho o sindicato fez duas assembleias na fábrica. A primeira tinha turno inteiro que nem sabia que ia acontecer. Nenhuma das duas tinha pauta e nenbuma das duas tirou nenhuma ação. Como pode a gente entrar numa assembleia sem saber do que vai tratar e sair sem saber pra que ela serviu? O sindicato não tem proposta pros trabalhadores da Meritor?

Mais horas pra pagar

Durante a greve dos caminhoneiros a empresa dispensou do trabalho a semana inteira. Agora vamos ter que pagar as horas de 4 dias e ninguém nem falou nada sobre a reposição, nem uma consulta fizeram. Vai ser do jeito da empresa quer e ponto. Quem mandou parar a produção foram os chefes e quem paga são os peões! E o sindicato fez o que? Foi duas vezes lá na fábrica e nem tocou no assunto.

Banco de horas

Pedem pra gente ficar pagando hora durante a semana, aí chega na sexta eles intimam o trabalhador pra vir no sábado como se a gente fosse escravo. Isso é abuso de poder e se a gente não vem, fica marcado e vai pra rua por motivo de desempenho. Foi o que aconteceu com o cara da LSP.

Queima-peão

O Rato Branco é um puxa saco que entrega todo mundo. Não dá pra entender como esse safado passou a líder. Teve seleção e gente já formada não foi pra vaga de líder e ele foi. Não teve critério pra ele ser líder, só a safadeza. Ele tá sempre do lado do patrão e agora marca os trabalhadores e queima eles sem critério também.

30.08.2018

Categorias: Cornetadas
Tags: , ,

Compartilhe