! O Corneta | Cornetadas da Metiror - abril de 2018

Cornetadas da Metiror – abril de 2018

Mexeu com a pessoa errada

Uma moça das Finanças teve nenê, pegou licença e tudo e logo na volta mandaram embora. Ela descobriu que tava em começo de gestação novamente e o sindicato interveio pra tentar colocar ela de volta, mas ela não quis voltar porque foi humilhada. Ela não era nem sócia do sindicato, mas conhecia as finanças da empresa e foi atrás de advogado, botou a empresa contra a parede e conseguiu receber tudo que precisava. Conhecendo as contas, dá pra saber quando o patrão tá querendo enrolar!

Sábado de banco

Em março foi aprovada a renovação do banco de horas que já vinha do ano passado. Por um lado, quem deve tem mesmo que pagar, é justo, mas olhem a sacanagem: mudaram o pessoal pra 2 turnos durante a semana, “folgando” no sábado, porque aí podem fazer vir no sábado pagar as horas que deve. Também é a maior burocracia pra pedir uma folga e jogar as horas pro banco, muitas vezes a empresa nem aceita! Se renovou o banco, é pra ser usado, sem enrolação ou injustiça!

Trocando feriado

Aqui na Meritor tem alguns departamentos que trabalham de sábado. Aí no feriado da Páscoa todo mundo ia folgar no sábado menos eles, e a empresa veio pressionar para trocarem pelo dia 21/4. O RH impôs isso de uma hora pra outra, muitos não queriam, mas acabaram aceitando por medo de retaliação. O sindicato foi contra, mas quem falou mais alto foi a empresa, fez a vontade dela sob livre e espontânea pressão!

Abre o olho!

Tá cada ano pior. Pessoal tem medo e se candidata na CIPA só pra não ser mandado embora, por pressão da chefia. E cada vez é menos candidato do peão. A empresa sai comprando todo mundo. Nossa situação tá difícil, mas tem que votar nos candidatos da peãozada, se informar! Abre o olho!

Injusta causa

Demitiram um trabalhador no final do ano. Ele avisou que um disposito não caberia na máquina, aí o chefe pediu pra colocar na outra máquina. O chefe disse: “coloca, que quem manda sou eu!”. Não deu outra, trombou a máquina e a culpa sobrou pra ele! Que vergonha, Meritor, o cara tinha mais de 30 anos de empresa!

Assédio na eleição

Aqui na Meritor está uma coisa de louco, não sabemos mais em quem confiar. Tá faltando um pouco de personalidade para alguns colaboradores, ou seja, antigamente a CIPA funcionava assim: eram os candidatos da peãozada mais os escolhidos pela empresa. Hoje, aqui tá muito diferente. A empresa escolhe os dois lados, indica quem tem que se candidatar e bota pressão. Aí, os caras ficam com medo ou falta personalidade e acatam correndo. Mal sabem eles que isso é uma forma de assédio! Impõe uma condição que muitos que tem se candidatado jamais quiseram antes. São pessoas trabalhadoras mas sem personalidade, tinham que dizer não e pronto! Saibam que os que estão se candidatando nessas condições estão atirando contra si mesmos. Tem medo de retalhação por parte da chefia e cadê o sindicato que não faz um movimento contra essa prática aqui? Teve cara que falou que não queria mais saber de CIPA, bastou o chefe pedir e ele já saiu candidato. É mole ou quer mais?

07.05.2018

Categorias: Cornetadas
Tags: , , , , , ,

Compartilhe