! O Corneta | Metroviários de São Paulo seguem em luta

Metroviários de São Paulo seguem em luta

Apesar da diretoria do Sindicato dos Metroviários ter pelegado na última assembleia do dia 30/06 e jogado o indicativo de greve do dia 1 pro dia 8 de julho, os companheiros metroviários seguem mobilizados! A categoria tá em estado de greve desde a sexta 26 de junho em resposta aos ataques do governador Doria e da direção do metrô, que se negam a prorrogar o acordo coletivo de trabalho, além de tentarem retirar vários direitos da categoria no meio da pandemia.

Entre os ataques, o Metrô quer reduzir o adicional sobre as horas-extras de 100% para 50% e o adicional noturno de 50% para 20%, eliminar o auxílio-transporte e reduzir a contribuição da empresa para o plano de saúde de 84% para 70% da mensalidade.

Tendo em vista que os metroviários estão na linha de frente diante da pandemia do coronavírus, esses ataques aparecem como algo muito mais cruel neste momento, já que os funcionários do Metrô estão muito expostos ao vírus, garantindo o transporte de outros trabalhadores essenciais para o combate à pandemia. De acordo com o sindicato, até aqui foram registrados 123 trabalhadores contaminados pelo coronavírus, outros 76 casos suspeitos e 83 afastados por contágio; um trabalhador que estava na ativa morreu.

E qual é a justificativa da direção do sindicato? Como O Corneta apurou, segundo eles, a categoria tem que esperar que Bolsonaro aprove no próximo dia 7 a continuidade da MP 936, que traz uma emenda que garante que os patrões não podem mexer nos acordos coletivos até o fim da pandemia. Porém, se já não fosse absurdo esperar migalhas do governo, a direção do sindicato faz questão de não dizer aos trabalhadores que essa medida do governo tira direitos, reduz jornada, isenta empresários até 2021, ou seja, fode a vida do peão! A saída dos trabalhadores é aguardar decisões do governo que vão ferrar mais ainda nossa vida ou encostar os governos e patrões na parede com nossa força e mobilização?

A categoria, apesar da direção do sindicato, segue mobilizada, pra construir e assegurar a greve do dia 8, e dar uma resposta pra Doria, Bolsonaro e pra pelegada toda. Uma vitória dos metroviários é muito importante para todos nós, pois essa é uma categoria muito forte e mobilizada, e sua derrota poderá ser sentida na pele com ataques a toda classe trabalhadora brasileira. Um salve pros metroviários em luta!

09.07.2020

Categorias: Rádio Corneta, Textos O Corneta
Tags:

Compartilhe