! O Corneta | GOL aproveita pandemia para massacrar trabalhadores

GOL aproveita pandemia para massacrar trabalhadores

Recebemos denúncias de aeroviários que estão sofrendo com novos ataques das empresas, e nos contam o que as elas estão tramando para depois do fim da validade da nova MP 936.

Um aeroviário que trabalha na Gol linhas aéreas denunciou ao Corneta que a empresa cortou o vale-refeição dos trabalhadores da companhia com a justificativa de que eles perderam esse direito porque estão com a jornada de trabalho reduzida.

O mesmo trabalhador ainda nos relatou que a empresa está suspendendo contratos de trabalho, com base na MP 936, o que tá causando enorme redução nos salários, pois a empresa está pagando apenas 30% do salário e o governo está arcando com 70% apenas com base no teto do seguro-desemprego.

No meio disso tudo, o sindicato municipal de aeroviários de São Paulo lançou um novo acordo coletivo de trabalho, onde, de forma absurda, joga para os trabalhadores das companhias aéreas a aceitação de que as empresas poderão pagar pelos próximos doze meses apenas 50% do valor dos salários, o certamente vai começar a pipocar nos acordos da categoria nacionalmente após o termino da MP 936.

“Se a gente permitir realmente que a gol vá em frente com esse tipo de acordo, que não traz nenhuma vantagem pro trabalhador, só retira o pouco que ainda tem… Porque através da MP estamos sendo massacrados pelas empresas, pelas companhias. Eu por exemplo estou com suspensão de contrato de trabalho por 30 dias, agora eles colocaram mais trinta dias de afastamento, o que é previsto nessa MP”

Entre os absurdos que o sindicato convencionou no novo acordo de trabalho que será aplicado, está a nova regra pra compensação de horas. Atualmente, em finais de semana e feriados, os trabalhadores recebem de compensação dessas horas trabalhadas o equivalente a 150% do que foi trabalhado. No novo acordo, mesmo que você trabalhe durante fins de semana ou feriados, receberá apenas a hora trabalhada.

“Quer dizer, estamos trabalhando, saindo de casa pra trabalhar, se arriscando. Nós saímos em abril […] pegando condução, indo trabalhar, deixando nossas famílias em casa, arriscando numa volta a gente trazer o vírus pra casa, trabalhando com outras pessoas que também ficaram doentes lá, porque também houve esse tipo de negligência lá no Galeão. Um dos nossos colegas que ficaram com suspeita de COVID-19, eles afastaram esse trabalhador, o rapaz ficou em casa uma semana com esses sintomas e depois quando ele melhorou um pouco, eles imediatamente fizeram o rapaz voltar para a operação. O cara tava junto com a gente trabalhando, enquanto deveria ter ficado de quarentena”

A MP 936 que está sendo aplicada atualmente já agride diretamente milhões de trabalhadores no país inteiro, mas o prazo pra essa MP está acabando. Com fim da MP e do novo coronavírus, segue um cenário catastrófico pra nós trabalhadores, aberto pela grande crise econômica que já estava para estourar antes mesmo da crise sanitária. Por isso, precisamos mais do que nunca nos organizar nos nossos locais de trabalho. Como disse o companheiro que realizou a denúncia contra a Gol, se nós deixarmos as empresas livres para nos atacar como bem entenderem, nós estaremos realmente perdidos.

O alvo desta crise econômica que se inicia será nossos empregos e salários, então, pra garantir nossas condições de vida, é hora de empurrar os burocratas de plantão dos sindicatos do barco, porque para defender nossos empregos e salários, a gente vai precisar se organizar.

07.06.2020

Categorias: Cornetadas
Tags: , , , , ,

Compartilhe