! O Corneta | Quanto o peão da Bardella perde com esses “vales”?

Quanto o peão da Bardella perde com esses “vales”?

A Bardella está fazendo reestruturação produtiva disfarçada. Ela quer rebaixar os salários e usa o terrorismo do risco de falência. Ela paga irregularmente seus trabalhadores desde 2016, dá calote em demitidos, humilha empregados. Em novembro ela voltou a atrasar o pagamento. E por muito tempo ela só pagou esses “vales”. Nem holerite ela dá!

Considerando que um empregado receba 5 meses integralmente e nos 7 meses restantes receba apenas “vales” de 40% do salário, após um ano, significa que o trabalhador teria uma salário mensal de apenas 65% do valor real (5 x100% + 7 x 40% / 12). Para um salário de R$ 2000 é como se o peão recebesse, de verdade, após as falcatruas, apenas R$ 1300! Um roubo!

Se não bastasse, a empresa colocou a faca no pescoço da peãozada e, em assembleia, com ajuda do sindicato, foi aceita uma redução de 14% no salário, a partir de setembro. Continuando com nosso exemplo acima, o salário despenca de R$ 1300 para R$ 1118 (56% do total ou 86% de 1300).

Porém, o roubo da empresa é bem maior. Como lembra outro operário: “por volta de fevereiro eles ficaram 54 dias sem pagar, calote mesmo! Ficamos sem receber nada no fim do ano passado: nenhum centavo! De 18 de dezembro até praticamente 20 de janeiro! Teve mês que depositaram mil reais! Pra cada um pagam uma coisa. Eu já não sei mais quanto eles me devem.” Companheirada, é preciso quantificar as perdas para poder brigar. Chega de roubo e de arrocho!

Companheiros, façam seus cálculos das perdas e enviem para O Corneta divulgar!

Operário da Bardella é roubado em quase mil reais por mês!

Após um ano, quase desapercebidamente, como num “passe de mágica”, a Bardella e o sistema econômico capitalista (inflação) roubam de você, trabalhador, todo mês, cerca de mil reais! Todo mês! Abra o olho, trabalhador! Isso é a legitimação do rebaixamento salarial e o empobrecimento da nossa classe!

Vejamos o exemplo da situação dos operários da Bardella. E lembremos que o correto seria o reajuste mensal dos salários, para não ter perda nenhuma (o reajuste anual, da data base e da convenção coletiva, é uma falcatrua dos capitalistas associados com os sindicatos pelegos). Façamos os cálculos da situação do operário da Bardella, considerando um salario de R$ 2000. Vejamos quatro cenários: 1. com reajuste mensal (a partir de jan/18); 2. com reajuste zero; 3. com perdas devido a calotes; e 4. com a redução de salário. A estimativa do tamanho roubo é até pequena, pois o período considerado é de apenas um ano e as informações são esparsas.

Leia também QUERIDO PAPAI NOEL, MANDA A BARDELLA PAGAR A PEAOZADA!