! O Corneta | TM: PLR digna ou tiramos o pé da produção!

TM: PLR digna ou tiramos o pé da produção!

por Metalúrgicos indignados

A diretora do RH ficou durante todas as reuniões falando para a comissão que a PLR vai ser boa e mandou a comissão repassar isso pra peãozada, justamente pra comissão assinar o acordo que a TM queria para 2019-2020. Agora vamos ver quanto virá na parcela de fevereiro, porque pra PLR ser boa realmente tem que superar a PLR de 2017 que foi 6,3 salários no total (1 salário em fevereiro, quando disseram que não tínhamos direito a nada porque 2016 teria sido ruim + 1,5 salário em julho + 3,8 salários em fevereiro), será que vamos ser enganados de novo? Não podemos aceitar! Já que o Sindicato não toma atitude nenhuma a favor da peãozada, pelo menos O Corneta está com a gente.

Pra ser melhor que a de 2017 a PLR 2018 tem que vir o total de pelo menos 8 salários!

Até agora tivemos 2 salários de antecipação em julho. Bora se unir, peãozada, e vamos à luta por uma PLR digna, temos direito! Se não vier melhor vamos dar a resposta tirando o pé na produção, pois quem faz a empresa lucrar somos nós e essa diretoria só coloca a nossa parte no bolso dela!

NÃO ESQUECER DO FUNDAMENTAL: O SALÁRIO

por O Corneta

Companheiros, a luta pela PLR é importante, mas não podemos esquecer que a PLR é muitas vezes uma forma dos patrões unirem chicote e chantagem. Ao invés de salários dignos e estáveis, o patrão defasa o salário e obriga os trabalhadores a participarem como supostos “sócios” na roleta russa do mercado. Mesmo após o trabalho realizado, após as peças feitas com nosso suor, ainda temos que torcer para as vendas, para o preço do cobre, para a bolsa de valores e para inúmeros fatores que deveriam ser unicamente preocupação do patrão. Se realizamos nosso trabalho, devemos ser pagos justamente por ele. Trabalho feito, trabalho pago.

O Corneta alerta: não podemos deixar que a PLR nos desvie do fundamental, o salário. Pois é o salário que mede e controla o grau de nossa condição de vida (inclusive a própria PLR é medida em salário). Salário baixo, PLR baixa. Quando estamos empregados, os baixos salários são a raiz do problema de nossas famílias, é contra essa miséria que lutamos. Vamos usar este ímpeto do chão de fábrica por uma PLR decente e levantar mais alto nossa reivindicação por salários sem arrocho!

Leia também cornetadas da TM aqui

08.02.2019

Categorias: Chão de Fábrica
Tags: , , , ,

Compartilhe